Cinco motivos para ser contador

Tempo de leitura: 2 minutos

A figura do contador já foi muito remetida à burocracia e a alguém meio perdido atrás de uma mesa cheia de papéis e lembretes. Contudo, com mudanças tributárias e avanços tecnológicos, a vida do profissional de contabilidade foi facilitada e ele passou a desempenhar outras funções, como análise de dados, gestão e consultoria.

Por isso, selecionei cinco motivos para você ser contador:

É uma profissão indispensável

Todas as empresas, independentemente do porte (exceto MEI), são obrigadas por lei a ter um contador. Ou seja, a taxa de empregabilidade de um contador costuma ser alta, porque se trata de uma profissão essencial. Além disso, há inúmeras áreas em que um profissional de contabilidade também pode atuar.

Há diversas especializações

Há muitas possibilidades de empregos, pois há diversas especializações que podem direcionar o profissional de contabilidade para ser desde analista em um escritório até supervisor da área, auditor, consultor, controller, perito, analista financeiro, entre outras opções. 

Também há muita variedade de cursos de especialização, como gestão de tributos, gestão financeira, finanças corporativas, departamento pessoal, contabilidade previdenciária, auditoria e controladoria. 

Há muitas ferramentas que otimizam o trabalho 

O profissional contábil está cada vez mais digital. Há inúmeras possibilidades de sistemas e ferramentas para otimizar os processos internos do escritório, além de  formas de integrar o financeiro do cliente com a contabilidade.

Dessa forma, o profissional ganha mais tempo para analisar informações, interpretar dados e desempenhar serviços de consultoria, por exemplo. Ou seja, o contador está ocupando mais espaços, ganhando mais funções e sendo mais valorizado.

Há planos de carreira e possibilidade de bons salários 

A forma tradicional é que o recém-formado comece como auxiliar e evolua para analista e supervisor no escritório. Entretanto, o empoderamento do profissional contábil abriu as portas para diversas especializações, como já citado acima. 

Assim, também há oportunidades em grandes empresas e, inclusive, em cargos de gestão, como gerente financeiro, controller e diretor. Além de vagas em cargos públicos, como auditor fiscal da Receita Federal.

O contador pode ter o próprio negócio

Por último, mas não menos importante, o profissional contábil ainda pode abrir o próprio escritório, ter autonomia e fazer os próprios horários. Além disso, pode inovar e oferecer diversos serviços. Tudo depende das especializações que decide fazer.

Assim como em qualquer outra profissão, é preciso muito estudo e dedicação. Além de prática, claro. Cursos de especialização também aumentam as chances de sucesso. Como regras e leis costumam mudar, é necessário sempre acompanhar o noticiário e estar atualizado. 

Entretanto, é uma profissão fundamental para as empresas e, por isso, o mercado de trabalho costuma ser muito bom. Se você se identifica com essa área, venha se juntar a nós, contadores. 

 

E-book gratuito com tudo que você precisa dominar para ser um verdadeiro Contador Profissional.

Você gostaria de ter a Prática Contábil?

Dominar as atividades do dia a dia de um contador e atuar na área Fiscal, Contábil e Legal da contabilidade?

Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Criamos um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, CLIQUE AQUI e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil