Como ser um contador consultor?

Tempo de leitura: 3 minutos

O contador consultor é um parceiro estratégico de líderes e gestores. Com base em informações, como movimentações, registros e demonstrações, ele faz análises e apresenta planejamentos para que a empresa tome decisões assertivas.

É um profissional que faz além de cumprir as obrigações fiscais de uma empresa. Ele explica assuntos complexos de forma simples, mantém o cliente informado, identifica problemas e apresenta soluções.

Em outras palavras, o contador consultor contribui para a redução de custos e de falhas nos processos contábeis, atua de maneira preventiva e traça estratégias de desenvolvimento e crescimento das empresas.

Primeiros passos para o contador consultor

Em primeiro lugar, é preciso ter prática e experiência. A ideia aqui é ir além do básico, de processos operacionais e burocráticos. Contudo, para tanto, é preciso saber fazer também essa parte. Somente quando os processos burocráticos estão prontos é que começa a parte de interpretação e estratégia. Não adianta pular etapas.

Também é importante conhecer as ferramentas de tecnologia disponíveis no mercado e saber quando usar cada uma. Há diversas opções de plataformas digitais para automatizar as rotinas contábeis.

Em vez de perder tempo recebendo, organizando e contabilizando informações, o próprio cliente envia tudo direto na plataforma e já acessa relatórios e planejamentos. As tarefas operacionais devem feitas automaticamente. Dessa forma, além de estar mais próximo do cliente, sobra tempo para o profissional analisar e interpretar os dados. 

Busque especializações, tanto para aprender as funções de um consultor como para dominar as ferramentas de tecnologia que vão te ajudar nesse processo. Não é de um dia para a noite que você irá se tornar um contador consultor. Invista em cursos e pós-graduação, vá à palestra, leia sobre esses temas e esteja sempre antenado.

Mãos à obra

Quando se sentir preparado para oferecer esse serviço para os seus clientes, escolha um grupo seleto. Esse é um serviço que exige tempo, mas não é apenas isso. Comece devagar até ganhar prática e experiência.

Apresente relatórios personalizados de análise financeira. Entretanto, vá além de simplesmente mostrar dados. Avalie os cenários, faça projeções financeiras e apresente as possíveis consequências de cada tomada de decisão. Aconselhe. Esse será seu papel. Você será parceiro estratégico dos gestores e os guiará para que tomem as melhores decisões. 

Vale lembrar que uma boa análise é feita a partir de comparativos, porque nem sempre um dado negativo é necessariamente sinal de que a empresa vai mal. Por exemplo, há variações que são sazonais. Por isso, é preciso entender o contexto de cada dado.

Também é necessário entender o perfil de cada cliente. Há desde os que gostam de arriscar até aqueles mais cautelosos nos negócios. Isso significa que cada estratégia precisa ser personalizada. Faça reuniões, converse com o cliente e trace o perfil dele antes de fazer orientações. 

Esse é um modelo de negócio que aumenta o valor do serviço dos escritórios contábeis e ajuda a fidelizar os clientes, mas não pode ser implementado sem investimento em recursos tecnológicos e especializações. Ou seja, comece a treinar planejamento traçando estratégias pessoais para você se tornar um contador consultor. 

 

E-book gratuito com tudo que você precisa dominar para ser um verdadeiro Contador Profissional.

Você gostaria de ter a Prática Contábil?

Dominar as atividades do dia a dia de um contador e atuar na área Fiscal, Contábil e Legal da contabilidade?