Folha de Pagamento: Existe uma previsão legal?

A folha de pagamento é um dos documentos mais importantes de uma empresa e por isso, fazer uma boa gestão da folha é essencial para cumprir com as obrigações trabalhistas e manter a saúde financeira da empresa.

Muitos pensam que não existe uma legislação específica sobre a folha de pagamento, porém, esse documento tem previsão legal e é regido pelo Decreto 3.048 de 6 de maio de 1999.

Você sabe o que diz essa lei?

Confira a seguir!


 

Você precisa da Prática no Departamento Pessoal para trabalhar na área?

Que tal absorver anos de conhecimento na área em pouco tempo?

Você pode ter acesso a um atalho para dominar Folha de Pagamento, Admissão e Demissão de Funcionários, eSocial e muito mais

Se você está em busca de conhecimento para conquistar um bom emprego ou estar pronto para as oportunidades, clique no link abaixo e conheça o caminho mais rápido para ter a Prática no DP.

CONHECER

A Folha de Pagamento

A folha de pagamento é um processo que precisa ser feito mensalmente, pois nela constam todos os vencimentos e descontos referentes ao trabalho e a jornada dos colaboradores.

Para o colaborador, é através dela que ele recebe o seu holerite mensal e pode conferir todos os valores de acordo com o trabalho realizado.

Por isso, para calcular a folha de pagamento, é necessário que os profissionais responsáveis tenham conhecimento das obrigações trabalhistas, cálculos matemáticos e ainda de sistemas/softwares de folha.

A Legislação da Folha de Pagamento

A lei que trata sobre a obrigatoriedade da folha de pagamento é o Decreto 3.048/99, em seu artigo 225, inciso I, parágrafo 9º.

“Art. 225. A empresa é também obrigada a:

I – Preparar folha de pagamento da remuneração paga, devida ou creditada a todos os segurados a seu serviço, devendo manter, em cada estabelecimento, uma via da respectiva folha e recibos de pagamentos;”

O parágrafo 9° complementa que a folha deverá ainda:

  • Discriminar o nome dos segurados, indicando cargo, função ou serviço prestado; 
  • Agrupar os segurados por categoria, assim entendidos: segurado empregado, trabalhador avulso e contribuinte individual; 
  • Destacar o nome das seguradas em gozo de salário-maternidade; 
  • Destacar as parcelas integrantes e não integrantes da remuneração e os descontos legais; e
  • Indicar o número de quotas de salário-família atribuídas a cada segurado empregado ou trabalhador avulso.

Ou seja, percebe-se que a legislação determina que todas as verbas atribuídas aos colaboradores sejam informadas na folha de pagamento, independente de terem ou não incidência de tributos e encargos sociais.


 

Você precisa da Prática Contábil para trabalhar na área?

Que tal absorver 12 anos de conhecimento na área em pouco tempo?

Você pode ter acesso a um atalho para dominar Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido

Se você está em busca de conhecimento para conquistar um bom emprego ou estar pronto para as oportunidades, clique no link abaixo e conheça o caminho mais rápido para ter a Prática Contábil.

CONHECER

Folha de pagamento e holerite são a mesma coisa?

A folha de pagamento demonstra todos os registros financeiros (salário, vencimentos, descontos, bônus etc…) de todos os colaboradores de uma empresa, de acordo com o serviço que é prestado.

O holerite, também chamado de contracheque ou recibo de pagamento é um demonstrativo individual e impresso, entregue aos colaboradores com um resumo do seu pagamento.

Ou seja, o holerite é uma prestação de contas do empregador ao empregado, que está atrelado à folha de pagamento e que serve como comparativo do que foi pago ou descontado.

O que compõe um holerite?

Geralmente um holerite é composto por:

Cabeçalho:

  • Dados da empresa (nome/CNPJ);
  • Dados do colaborador (nome/setor/função/data de admissão);
  • Mês e ano de referência;
  • Salário.

Corpo do Holerite:

  • Código de referência (referência do sistema de folha de pagamento);
  • Descrição dos itens do holerite (salário, adicionais, encargos);
  • Referência (número em que os itens da remuneração são baseados);
  • Vencimentos (valores recebidos pelo colaborador);
  • Descontos (valores descontados do colaborador).

Rodapé:

  • Salário Base;
  • Base de cálculo INSS; 
  • Base de cálculo FGTS; 
  • Base de cálculo IRRF; 
  • Totais (descontos, vencimentos e salário líquido).

Vale ressaltar que não existe um layout único de holerite, ficando a critério da empresa a forma de fazê-lo, desde que tenha todos os itens determinados pela legislação.


 

Você precisa da Prática no Departamento Pessoal para trabalhar na área?

Que tal absorver anos de conhecimento na área em pouco tempo?

Você pode ter acesso a um atalho para dominar Folha de Pagamento, Admissão e Demissão de Funcionários, eSocial e muito mais

Se você está em busca de conhecimento para conquistar um bom emprego ou estar pronto para as oportunidades, clique no link abaixo e conheça o caminho mais rápido para ter a Prática no DP.

CONHECER

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *