Serie: Ganhando Dinheiro com Contabilidade – Departamento Pessoal

Tempo de leitura: 2 minutos

Se você já teve a oportunidade de ler este artigo que publicamos sobre Departamento Pessoal, certamente está ciente da importância e, principalmente, da responsabilidade embutida nessa área da Contabilidade. Mas é possível ganhar dinheiro com Departamento Pessoal trabalhando como prestador de serviços?

Já que estamos em meio a nossa série Ganhando Dinheiro com Contabilidade, convém responder: há bastante espaço para o contador fazer uma grana trabalhando com DP. Praticamente, toda e qualquer empresa que mantém funcionário(s) tende a precisar do um profissional especialista.

Sabendo disso, chega o momento de pensarmos: o que é fundamental para se dar bem vendendo serviços de Departamento Pessoal? O que é preciso dominar? Qual o perfil do cliente? Abaixo, abordamos os principais pontos. Acompanhe!

Como funciona o Departamento Pessoal?

O Departamento Pessoal tem a função de auxiliar a empresa nas questões tocantes aos colaboradores. Todas as movimentações financeiras que envolvem o funcionário passam pelo DP, desde a folha de pagamento aos cálculos rescisórios.

A importância dessa área está ligada aos direitos trabalhistas, comumente assegurados pela Consolidação das Leis do Trabalho, vulgo CLT. Logo, o DP tem o papel de garantir o seguimento à Lei, prevenindo a empresa de prejuízos de natureza trabalhista.

Dentro da companhia, o profissional de Departamento Pessoal atua na prestação de atendimento a funcionários, visando orientá-los e solucionar eventuais problemas, e, também, se responsabiliza pelas relações de documentos pessoais do trabalhador.

Ademais, os profissionais da área participam do planejamento estratégico da empresa quanto à concessão dos direitos trabalhistas. Exemplos: agendamento de férias, análise de custos do funcionário, dedução de impostos, contribuições etc.

Quem é o público-alvo?

O seu público-alvo é representado por empresas em geral. Estrategicamente, as MPEs (Micro e Pequenas Empresas) se configuram atrativas ao prestador de serviços de DP, visto que muitas delas não têm um departamento próprio e, por isso, optam pela terceirização.

Há situações, também, de empresas que precisam urgentemente se regularizarem para reduzir custos e, principalmente, problemas com a Justiça do Trabalho. Normalmente, esses casos vão além do Departamento Pessoal, o que torna conveniente a oferta de serviços mais amplos, como apoio na gestão financeira e planejamento tributário.

Quais são os maiores conflitos dos clientes?

Um problema que os seus futuros clientes enfrentam é a dificuldade em seguir à risca a Legislação Trabalhista. Devido à complexidade e à precisão com a qual o contador tem de realizar os cálculos, erros acabam vindo à tona e as consequências são pesadas — de multas à ações na Justiça.

Sendo assim, o que as empresas esperam do especialista em Departamento Pessoal é a capacidade de lidar com os procedimentos. É fundamental a minuciosidade em trabalhar com os contratos, evitando, assim, processos trabalhistas e discrepâncias financeiras.

Resumindo o conteúdo, ganhar dinheiro com Departamento Pessoal é uma excelente opção aos mais identificados com a área. Contudo, construir a reputação positiva requer trabalhos de excelência e, evidentemente, estudos contínuos para manter-se bem atualizado.