O valor da ética na profissão de contador!

A ética para a profissão de contador é fundamental para a sua carreira e atuação. É ela que mostra as normas e valores para o profissional, regulando a sua postura diante das situações que podem acontecer durante o seu dia a dia.

Toda ética profissional do contador está dentro do Código de Ética Profissional do Contador (CEPC) e dos princípios da contabilidade, que devem ser respeitados e seguidos para ter uma atuação profissional íntegra e confiante.

Para esclarecer todas as suas dúvidas sobre a ética na profissão de contador, vamos explicar tudo sobre ela. Por isso, continue lendo e confira!

O que é a ética na profissão de contador?

A ética é um conjunto de normas e valores de um grupo ou indivíduo que devem ser colocadas em prática no exercício de qualquer profissão. Dessa forma, a ética profissional diz respeito ao código de atuação de uma determinada profissão.

A ética na profissão de contador trata-se do Código de Ética Profissional do Contador (CEPC), que representa as práticas que devem regular a postura dos profissionais. 

O Código de Ética Profissional do Contador tem como objetivo principal firmar a conduta do contador, referente aos assuntos relacionados à profissão e ao exercício da sua atividade.

Código de Ética Profissional do Contador (CEPC) 

O CEPC tem o objetivo de firmar a conduta do contador na sua área de atuação. É nele que está a ética necessária para a profissão de contador e os problemas específicos da profissão, bem como as maneiras de resolvê-los de forma idônea e clara.

Porém, nenhum código de ética abrange todas as situações possíveis, sendo necessário que o profissional contábil possa agir com honra e bom senso, tendo como base os princípios da contabilidade.

Os princípios da contabilidade são um conjunto de normas gerais que representam a essência das doutrinas e teorias contábeis e ajudam na realização da mensuração correta do patrimônio de uma empresa. 

Veja quais são a seguir:

  • Entidade: identifica o Patrimônio da empresa como objeto da contabilidade, afirmando a autonomia deste patrimônio e a separação do patrimônio empresarial do patrimônio particular dos seus sócios.
  • Continuidade: que presume que a empresa continuará em operação no futuro.
  • Oportunidade: esclarece a mensuração dos componentes patrimoniais para produzir informações íntegras.
  • Registro pelo valor original: todos os itens do patrimônio devem ser registrados pelos valores originais das transações, expressos em moeda corrente nacional.
  • Competência: determina que os lançamentos das operações sejam reconhecidos nos períodos em que ocorreram, não importando o recebimento ou pagamento.
  • Prudência: adoção do menor valor para os componentes do Ativo e do maior valor para os do Passivo.

As obrigações que estão presentes no CEPC afirmam que é necessário exercer a profissão com zelo, diligência e honestidade, sempre seguindo toda a legislação. Além disso, é muito importante guardar sigilo sobre o que souber em razão do exercício profissional.

Portanto, o profissional contábil que faz uso da ética busca pela ampliação do seu relacionamento com os seus clientes, atraindo novos clientes. Além disso, ainda melhora a sua eficiência no desenvolvimento dos seus trabalhos, tornando a empresa mais competitiva, mas sem abalar a ética profissional.

Qual a importância da ética na contabilidade?

A ética profissional tem um papel muito importante, porque é composta de regulamentações e procedimentos que trazem informações que facilitam na tomada de decisões. Além disso, é necessária para desenvolver a consciência social e profissional.

Portanto,  a ética é indispensável para a profissão de contador, porque “o fazer” e o “agir” estão interligados. O primeiro diz respeito à competência e à eficiência que todo profissional contábil deve possuir para exercer bem a sua profissão. Já o segundo, se refere à conduta do profissional e ao conjunto de atitudes que deve assumir no desempenho na sua área de atuação.

Ela é muito mais que o mero cumprimento dos códigos específicos ou das normas de conduta. É uma questão de respeito e compromisso com o crescimento da sociedade em que vive.

Sendo assim, ter uma conduta ética pode trazer benefícios para o profissional contábil e para um escritório de contabilidade. Pois, o mercado valoriza cada vez mais quem se destaca por causa de uma postura e posicionamento íntegro e correto.

Com isso, aumenta a confiança dos clientes que compartilham informações positivas sobre o seu negócio. Além disso, uma boa imagem atrai novos clientes e cria uma boa reputação diante da concorrência.

Toda a postura ética diante da área de atuação deve ser trabalhada desde a graduação ou curso técnico, o que normalmente é ensinado na disciplina de Ética na Contabilidade.

Isso auxiliará para quando o profissional se deparar com situações que não estão previstas nas normas estabelecidas, seguindo os valores éticos estabelecidos na legislação oficial e tendo uma postura ética na sua carreira profissional.