Regime tributário: como escolher o melhor?

Regime tributário: como escolher o melhor?

Como estamos praticamente no meio do ano, agora é o melhor momento para você estudar seu cliente, contador! Precisamos fazer um planejamento tributário para o próximo ano e fazer um estudo adequado do nosso cliente. E a pergunta que todos nós fazemos é: Por onde eu começo? Mesmo que seja um assunto muito complexo, nesse artigo te daremos algumas dicas de como analisar seu cliente e definir estratégias para verificar o melhor regime tributário.

Antes de falarmos sobre as dicas, precisamos ter noção dos 3 regimes mais utilizados no mundo contábil, são eles:

Simples Nacional

Esse regime é tributado por anexos e depende se a atividade é permitida. Se for permitida, nesse caso muitas vezes o limite do faturamento e as alíquotas são menores.

Nesse regime a empresa pode faturar até R$ 4,8 milhões, com alíquotas reduzidas e são pagas em um único imposto (PIS/COFINS/IPI/ICMS/ISS/IRPJ/CSLL/INSS). Porém temos que lembrar que mesmo que seja muito vantajoso, para algumas atividades os valores podem ser maiores do que se enquadradas em outros regimes; um exemplo seria o INSS patronal e assim trazendo desvantagens desse fator pela opção ao Simples Nacional.


 

Você precisa da Prática Contábil para trabalhar na área?

Que tal absorver 12 anos de conhecimento na área em pouco tempo?

Você pode ter acesso a um atalho para dominar Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido

Se você está em busca de conhecimento para conquistar um bom emprego ou estar pronto para as oportunidades, clique no link abaixo e conheça o caminho mais rápido para ter a Prática Contábil.

CONHECER

Lucro Presumido

Lucro presumido: qualquer empresa pode aderi-lo. O IRPJ e a CSLL incidem sobre uma alíquota definida pela Receita Federal.

Além disso, a empresa pode ser enquadrada se o seu faturamento anual não for superior a R$ 78 milhões.

Lucro Real

Assim como no lucro presumido, qualquer empresa pode aderir a esse regime, mas geralmente são empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões e empresas com atividades do setor financeiro que aderem a esse regime.

Suas alíquotas são calculadas conforme o confronto de receitas e despesas. E assim sendo, é necessário ter a organização da contabilidade.

E aqui vão nossas dicas sobre como escolher o melhor regime tributário:

Tributação – Analise as possibilidades

Hoje a internet é nossa aliada. Há alguns sites que disponibilizam o estudo tributário dos três regimes acima, então precisamos realmente verificar qual a opção mais vantajosa. Por exemplo, às vezes o faturamento da empresa é menor  que R$ 78 milhões, mas pode ser que o melhor regime tributário para essa empresa seja o Lucro Real e não o Presumido.

Gastos Indiretos – Verifique seus gastos

Lembre-se que todo planejamento tributário pode gerar uma economia para a empresa, ou seja, trata-se de uma vantagem para o seu cliente. E nosso principal objetivo é reduzir os custos, não é mesmo?

Então é preciso que a contabilidade como um todo, esteja em dia para garantir que os resultados sejam os mais adequados possíveis e dessa forma, o contador contará com mais praticidade para analisar qual é o melhor regime tributário para o seu cliente.


 

Você precisa da Prática Contábil para trabalhar na área?

Que tal absorver 12 anos de conhecimento na área em pouco tempo?

Você pode ter acesso a um atalho para dominar Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido

Se você está em busca de conhecimento para conquistar um bom emprego ou estar pronto para as oportunidades, clique no link abaixo e conheça o caminho mais rápido para ter a Prática Contábil.

CONHECER

Margem de lucro – Avalie o todo

Não se esqueça de avaliar a margem de lucro junto com o faturamento. Nessa inspeção, a opção pelo regime tributário já precisa indicar a porcentagem do lucro da empresa.  

Créditos tributários – Veja se há possibilidade

Em alguns casos as alíquotas podem ser altas, porém há a possibilidade de receber créditos tributários que podem harmonizar o recolhimento dos tributos. Isto acontece muito com quem faz a opção pelo lucro real.

 Por isso é tão necessário analisar com calma todas as situações e os tipos tributários que uma empresa poderá ter.

 Nós do Viver de Contabilidade torcemos para o seu sucesso e que você seja um contador profissional. 


 

Você precisa da Prática Contábil para trabalhar na área?

Que tal absorver 12 anos de conhecimento na área em pouco tempo?

Você pode ter acesso a um atalho para dominar Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido

Se você está em busca de conhecimento para conquistar um bom emprego ou estar pronto para as oportunidades, clique no link abaixo e conheça o caminho mais rápido para ter a Prática Contábil.

CONHECER

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *